Archive for the ‘ Música ’ Category

Nosso nome é Legião, porque somos muitos.

Quando ouvi falar do Como Se não houvesse amanhã fiquei encantada (A começar pelo título que me fez cantar imediatamente o refrão de Pais e Filhos). Este é um livro de contos (vinte no total) inspirados nas músicas de Legião Urbana. Bem, eu gosto um tanto de Legião. Gosto bastante, sendo sincera. Ao ponto de entrar no estado ‘Deus, eu quero ler isso’. Ainda mais quando vi o índice do livro: Ainda é cedo, Acrilic on canvas, Tempo perdido, Eduardo e Mônica, Giz, Há tempos, Monte castelo… vou parar, vejam o índice por vocês mesmos.

Enfim, eram vinte contos se entrelaçando com vinte músicas com as quais eu tenho uma relação muito íntima. Músicas que já fiquei tardes, noites a fio ouvindo e ouvindo e ouvindo. Músicas que não raras vezes me fizeram chorar, ficar melancólica. Ou rir, querer dançar, pular e bater palmas sozinha no meu quarto. Que me fazem lembrar de pessoas, sensações, momentos. De uma das bandas que mais sinto por não poder jamais ver um show. Era óbvio que esperava muito, mas muito mesmo dos contos. Continue lendo

The Fall Of Troy – Doppelgänger

SIM, O TREMA SOBREVIVE. TREEEEEEMA.

A queda de tróia nunca foi tão bonita, raivosa e inovativa quanto nesse álbum. Doppelgänger consegue misturar rock/metal progressivo com post-hardcore e gritos numa linda orquestra. Continue lendo

WOOOOMAN

NÃO TEM JEITO. A Austrália continua sendo fonte de muito hard rock decente, e dessa fonte chega a vocês o álbum homônimo da banda Wolfmother.

Se trata de uma obra-prima (sim, sei que ja usei essa palavra pra falar sobre 124076130 álbuns, mas não tem palavra mais apropriada para as ocasiões :{ ) [kkk ficou um smile tosco]; guitarras com fuzz, vocais bem… exóticos… (concordem comigo, ele canta parecendo que ta se abrindo ehe), letras bem arranjadas e tal.

O que me encanta nesse álbum é o jeito que ele te envolve, te deixa com vontade de pular, bater a cabeça, quebrar coisas, xingar alguém, enfim… tudo que o sistema não deixa. AH, TBM DÁ UMA VONTADE DE CANTAR COMO O CARA ATÉ PERCEBERMOS QUE NÃO DÁÁ.

ah

também

NÃO ADIANTA

Não tem como descrever como é ouvir wolfmoooooother até ouvir. Vale MUITO a pena ouvir esse bagulho que você baixa de graça sem dar valor ao trabalho árduo, ao sangue e ao suor da banda MAS é o sistema ( de novo ele)

link aqui:  http://www.4shared.com/file/dIvVJtf3/Wolfmother_-_Wolfmother.htm

Ps: não recomendaria o outro álbum da banda tanto quanto recomendo esse…

Arctic Monkeys – Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not

O álbum de estréia dos Arctic Monkeys é uma obra-prima da cena indie mundial; letras que se baseiam no cotidiano com musicalidade, realmente poesias acompanhadas por música. O CD foi eleito pela NME como o 4º melhor CD da década passada (esse álbum é de 2006) e é tido pelos fãs como o melhor da banda… embora eu discorde mas ok.

Vale muito a pena baixar, mesmo que sua internet esteja a 5 kb/s ou se você morar a 10 km do computador mais próximo, então eis o link:

http://www.4shared.com/file/-eQMkZoY/Arctic_Monkeys_-_Whatever_Peop.htm

Pink Floyd – Dark Side Of The Moon

Nesse cd do Pink Floyd vemos… bem, a perfeição chegando a seus ouvidos. Não estou brincando; Dark Side of the Moon, além de ser eleito pelo VATICANO como o segundo melhor CD da história (atrás somente do não menos magnífico “Revolver” dos Beatles), é eleito por mim, Renê um cd imperdível: se este é seu último dia na terra, como primeira coisa do dia leia o blog; como segunda, ouça Dark Side of the Moon.

Na primeira vez que escutei, admito que fiquei meio tipo “sim, qqiçomano?”, mas depois de ouvir umas  2, 3 vezes você passa a prestar mais atenção na “orquestralidade” das músicas…

As primeiras 2 músicas (3 dependendo da gravação) são quase integralmente instrumentais. Depois delas, vem “Time”, uma música com letras profundas e ritmo lindo. Após Time, chega “The Great Gig in the Sky”, onde se ouvem os gritos melancólicos (na primeira vez que ouvi achei engraçado) que passam (advinha) muita melancolia. Após, chega a hora de “Money”, uma música bem puxada para o blues, mais alto astral que as anteriores. A sétima música do cd é a magnífica “us and them”, que começa meio lenta mas depois pega ritmo; e, no final, há um lindo solo de saxofone (pqp dá vontade de chorar). Any Colour You Like: psicodelia mto doida UHEUHAEUH. A penúltima música do cd, “Brain Damage” se liga com a última, “Eclipse”; embora elas abordem temas completamente distintos.

Dark Side of the Moon é uma obra de arte consolidada, que deve ser ouvida a qualquer custo; por isso, disponibilizo o link aqui : http://www.4shared.com/file/_qlYQfwy/Pink_Floyd__Dark_side_of_the_m.htm

Ah, lembrei: EU TENHO O CD MUAHAHA

Eu sei que não é meu dia de postar…

mas eu prometi que postaria este vídeo o quanto antes possível…

é um cara tocando violão clássico de 11 cordas *-*

OK Computer – Radiohead

Esse é um maravilhoso cd, de autoria da banda inglesa Radiohead. Com guitarras lindas, pianos mais ainda e letras quase filosóficas, OK Computer te deixa desnorteado com tanta beleza em forma de música. Pra mim, o segundo melhor álbum da banda; destaque para: karma police, electioneering, exit music(for a film).

link para baixar :  http://www.4shared.com/file/QhdK_yzp/1997_-_Ok_Computer.htm

(copie e cole na barra de endereço)